mardi 30 mars 2010


O que é a vida com a razão entre a morte e a Natureza?
Bifurcamos estradas rotineiras à revelia, remoendo destroços
Dissolvendo restos de percepção subsumidos no caos de sonhos
Visões, holocaustos, construindo algo a dar um nome, qual?
Energia que vem de graça e , sem ameaça, esvai-se, impia
A árvore, soberba, rígida, não sorri, não chora, continua ali
No que já não é, no nada da energia esvaziada do ínfimo mortal
Mais um, menos um, uma multidão de vivos, ao cubo de mortos
E um mundo sem O sentido, que se busca em vão,
 Às vezes em alegria de sensação, emoção;
Outras em trevas e escuridão
Pra que ligar o coração?

7 commentaires:

Marcela a dit…

É fundamental emxergar além do que se vê, como já diria os sensacionais Los Hermanos.

http://memoriaspsicodelicas.blogspot.com

Arash Gitzcam a dit…

Mas os sonhos fazem sentido...

Paty a dit…

não acho que as coisas não tenham um sentido ... gosto de dar sentido às coisas...

Victória Andressa a dit…

Nossa, muito bom, me deixou sem palavras. Que dom com o portugues que você tem, hein?
E ainda por cima sabe francês, que sonho!
Seu blog está lindo, parabéns!


Se quiser algo para ler:
http://tacadesabedoria.blogspot.com/
Estarei lá em pé te esperando? Se você demorar muito eu não vou aguentar :/

Marcus a dit…

O mundo é um inigma, o que existe por traz de tudo isso ninguém sabe!

Everaldo Ygor a dit…

Nesse belo e surreal caos, nos criamos, properamos na arte da poesia, abraçamos as árvores e sentimos sua energia, são Seres invertidos...
E o sentido do coração, na certa sempre na contra-mão...
E no clarear de mais um sonho, a Poesia.
Abraços

ederDBZ a dit…

particularmente sou um tanto avesso a blogs com poesias, poemas, contos e etc... mas existem pessoas que gostam e seu texto está muitissimo bem escrito e elaborado!