dimanche 21 mars 2010

Dor serena

A lágrima escorre seca, em pó fúnebre
Vai compilando as futuras cinzas

Mais alegre se deixassem lembranças, 
...tristezas, saudades

Porém flui discreta, ignotos restos
Vestígios do que emudeceu no coração

E secou aos fortes ventos da razão
... sem chão 
A semente não vingou, 
os males são prestos

Nem de perto se verá sua sombra
Nem gastos fará na alfombra

Mas seeu efeito é certo, 
... discreto, circunspecto

5 commentaires:

Vanda a dit…

Nossa Tania que chique!!!! Passei a te seguir, adorei o poema e acho que você é muito talentosa!!

Abração!

Marcus a dit…

A triteza muitas vezes vem sem ter um motivo, e deixa o coração apertado.

Online na web a dit…

Muito bonito o poema, você tem o dom, parabéns.

Abraços

Everaldo Ygor a dit…

Olá!
Poeta...
E se a meta e a reflexão, sua poesia o é...
E as lágrimas escorrem criações, linhas de uma suave dor serena...
Saudações Poéticas
Abraços

Marcela a dit…

Olá,

Que você tem talento, sem dúvidas.
Um conselho de amiga, analise algumas palavras ao coloca - lás, se está correta, coisas assim. Que podem mudar a compreensão de um genêro.

Um abraço e sucesso!

http://memoriaspsicodelicas.blogspot.com