mardi 25 novembre 2008

Um Minueto





Voando alto em meus saltos
Viajo com tu'alma segura
Sobressaltando ao encontro de teus dedos
Nas façanhas de nossa dupla
Santo tempo da sinfonia para os membros

O que se vê não é o que dançamos
Podem aparecer alguns elementos
Porém, dentro, só nós alcançamos
Tu precisas ao me rodopiar

Giras o mundo na alma e a fundo
Sabes que eu vou no encalço
Da confiança angustiante da suíte
Que não impede nem meu nem teu passo

Elegante dança dos passos miúdos
Na câmara composta da sonata
Seguramos, ao fim, as nossas mãos
Conplementando os atributos

Desconhecidos da platéia com seu it
A gritaria alentando em nosso silêncio
Aquieta-te, estou a teu lado
Continua dançando, não pare

Até que o maestro sinalize o deslize
Da manobra última
Dessa, então, finda valsa
Finalizada no duplo salto

10 commentaires:

Net Esportes a dit…

muito bom, muito bonito....

Trujillo a dit…

Dancei com vc. Senti seu perfume. Percebi seus pes acompnhando os meus. Seu cabelo que flutuava no acorde de seu sonho. Lida poesia! A escolha das palavras esta muito boa.
Abrcs
Trujillo

Danilo Cruz a dit…

Legal! Muito bom esse blog.

Michelle a dit…

Putz... Muito bom!

Parabéns! Você escreve muito bem!

Luiz Guilherme a dit…

Lindo d++++

http://lg7fortalezace.blogspot.com/

O "Sábio" Niestévisky a dit…

Belíssimo, adorei!!!

Lucas Soares a dit…

Que belo tema para um poema: a dança.
Ficou simples e belo... é muito bom ler um poema que passe uma boa sensação para a gente, e esse alcançou o objetivo!
=)

http://esperaemdeus.blogspot.com/

*.*Allegr!a*.* a dit…

S
E
N
S
A
C
I
O
N
A
L


Amo a dança das palavras, a rima das idéias, e a coreografia da poesia.
Adorei mesmo.
É de sua autoria?
Adoraria brincar com algumas das tuas idéias.

Um beijo meu

heloisarech a dit…

Entrei no embalo, já estou com a dança em meu cerne. Belas palavras, belos versos. Linda canção que me colocaste a embalar...

Saudações literárias;

Heloisa Rech

aaluah a dit…

o poema é seu?


ainda não tive o it para o poema, mas chegará o dia... as palavras as vezes ficam dentro de mim só esperando o momento certo de sair.


obrigada pelo comentário! visite-me mais vezes!




beijos, passarei mais por aqui :)