lundi 13 septembre 2010

Liberdade, liberdade


Liberdade, liberdade
Deusa amada, desejada
A cada instante quando inspiro e expiro
Sonho contigo e em ti miro
Tão distante, entre grandes astros e estrelas brilhantes

Corro a perder o fôlego até que tu somes de vista
Na gaiola imito pássaros
Ensaio cantos e amo

As asas, enferrujadas
Vejo redondos ventos, espirais do cosmo
Em direção à minha, deusa, ó Mestra Liberdade

Quero volejar pelo alento ignoto
Deixar-me levar, deixar-me amar
Quero morrer livre, leve e solta
Quero morrer de encanto e amor doce

13 commentaires:

luiz scalercio a dit…

belissimo texto,
gostei muito.
quero parabenizar,
o seu trabalho do,
seu blog.

Gabriel Pozzi a dit…

nossa, eis alguém amante da liberdade de fato...
eu acho que essa palavra é tão relativa que mal a desejo.
liberdade do que? financeira? de sair da casa dos pais? de se livrar de alguém? de sair do país? hahaha
são tantos tipos...
tem coisas que é horrível estar preso a elas, mas não podemos nos livrar de tudo nessa vida também! ;)

http://songsweetsong.blogspot.com/

Kadu a dit…

Liberdade...e que todos nos queremos, mas de que? temos que pensar....Belissimo texto parabens

www.espiritoemverdade.blogspot.com

Lucas a dit…

Eu também quero liberdade...nem sei do que,nem sei de que,nem sei porquê, mas quero.

Poema muito legal, parabéns!

ARAÚJO a dit…

Belo poema!

Mundo Neutro a dit…

Olha seu blog é muito bacana, e a primeira conquista para q se tudo começa em nossa vida, para q flua é nossa liberdade

Ítalo Richard a dit…

parabéns, de fato um belo poema, a ideia de liberdade realmente nos facina, qualquer que seja ela.

abraço,
www.todososouvidos.blogspot.com

Nabyekeite a dit…

Simplesmente Adorei.

bjs

Andréia Regina a dit…

Leve como a sensação de liberdade!

se quiser olhar no meu .:http://parfaitdintensit.blogspot.com/

Gutt e Ariane a dit…

Cada vez mais somos prisioneiros de nós mesmos. Tecnologias mil que nos fazem escravos e dependentes... Ao inves de progredir, é notório que há um regresso na evolução humana. Ao menos intelectualmnte falando.

Ninguém vai mais a uma bilioteca para consultar livros... Eis que o santo google tem todas as respostas possiveis... ¬¬

Wellington a dit…

Gostei muito deste post! Mas, passaria o fim de ultra romântico para realista.

"Deixar-me levar, deixar-me amar
Quero viver livre, leve e solto
Quero viver de encanto e doce amor"

Grande abraço!

http://neowellblog.wordpress.com/

Jeh Pagliai a dit…

Gostei bastante do poema...
SONHADA LIBERDADE, mesmo de verdade!

Beijinhos

---
www.jehjeh.com

IcedMurk a dit…

Liberdade, liberdade, sem ela não somos nada