dimanche 11 juillet 2010

Tempo



O que é o tempo? O que é o dia? O que é uma noite, afinal? Um curto intervalo subjetivo de vida, às vezes com a escuridão desvanecendo cedo e rápido, junto ao cantar dum galo, o chirear de um pássaro ou o verde desmaiado avivando-se como uma folha na primavera.

Mas uma noite sucede outra, um dia sucede outro, até que o inverno encerre-as em quantidade e as distribui quase equanimemente com seus dedos infatigáveis. Elas se prolongam, escurecem, assombram ou descansam. Discos e ciscos de claridade, luzes da cidade lembram estrelas, límpidos planetas, cometas, o esplendor do desejo de flagrar uma estrela cadente. 

Os restos de folhagem do outono parecem bandeiras em frangalhos que rebrilham conforme os enfeites luzentes de uma catedral, onde as letras de ouro no mármore lembram os heróis mortos em batalhas. 

A luz da lua abranda a fatiga do cotidiano, suaviza o restolho e guia os trabalhadores cansados de volta a sua casa.

12 commentaires:

Giovanna Vilela a dit…

O tempo e apenas uma invencao dos homens para correr mais rapido, conhecer mais montanhas, e ir mais fundo. Enquanto usarmos a nosso favor ele sera sempre a lembranca de que teremos mais tempo. Mas ele nao perdoa. se brigarmos com ele, nao volta nunca mais.

Fabricio bezerra da guia a dit…

dizem que o tempo foi algo que os homens inventaram pra ficar sem tempo

Daniel Silva a dit…

será que o tempo realmente cura tudo? acho que o tempo só serve para nos aprisionar, ditar o nosso ritmo, para viver sob pressão.

até que enfim vejo um blog interessante na net. parabéns.

abraço

Pobre esponja a dit…

Gostaria de saber (a moda de "o ovo ou a galinha") quem surgiu primeiro: noite ou dia?

abç
Pobre Esponja

Pobre esponja a dit…

Gostaria de saber (a moda de "o ovo ou a galinha") quem surgiu primeiro: noite ou dia?

abç
Pobre Esponja

Vc curte rock? a dit…

pra quem vive de verdade, o tempo simplesmente escorre pelos dedos das mãos!


Muito bom esse texto...

meusblogs a dit…

Realmente, o tempo é muito subjetivo. Quando são momentos que nos proporcionam certo prazer o tempo voa e parece não existir, mas quando são momentos de tristeza um minuto parece uma eterninadade.

Estou seguindo aqui!
Conto com sua presença em meus blogs:
http://jardim-das-hesperides.blogspot.com

e

http://pinguimrosa.blogspot.com

Até!

Michel Luiz a dit…

Minhas visceras andam dizendo que o tempo independe do sujeito e de sua subjetividade. Há um mega-tempo além da palavra que tenta pescar um sentido escorregadio na atmosfera do pensamento que flui. Há tempo mais que tempo, disse, aqui dentro dum corpo em carne e sangue.

Pia Fraus a dit…

o tempo é um convenção humana, ele não existe por si. existe no acordo vigente da nossa cultura...

até

Salete Cardozo Cochinsky a dit…

B R A V O !
Que belo texto
Tempo, tempo, tempo, tempo!
Sim subjetivo, o mais importante, mas também tem a noite e tem o dia, tem relógios que marcam compromissos.
Cá onde meu vivo meu ofício, detectar e questionar para que alguém situe-se em que tempo está é de vital importância.
Quantos tempos se condensam num só, e quantos se disolvem?
Grande poeta
Um abraço

Daniela a dit…

Olá Tânia, vim aqui retribuir a visita, obrigada, pela visita e pelo comentário!!

Tempo...acho que o tempo é uma das coisas mais efêmeras que eu já vi... tempo dos anos, meses, horas, minutos e segundos...

O tempo voa e escorre pelas nossas mãos...( como diria a música do lulu santos )e para completar... não há tempo que volte ....

Tempo : Que saibamos aproveitá-lo a cada instante, pq este é uma das coisas que já não volta mais!

Abraços e Bjos

Wellington a dit…

Ao mesmo tempo que penso que o dia passa rápido, quem disse que eu vou durar até a velhice? X)
O tempo é precioso e merece valor! ^^
Volto daqui a pouco para ler com calma seu post! =)
Estou com fome! ...rsrsrs... Já volto! =D

http://neowellblog.wordpress.com/